A comunidade

O Projeto compromete-se a investir em cuidados de saúde, educação, e infraestruturas sociais das comunidades afetadas pela construção do caminho de ferro. Um plano de relocação foi criado (á espera deaprovação) depois de múltiplas audiências publicas e o envolvimento da comunidade. A primeira fase, a ser implementada na área do porto, requer relocação de casas na vila de Supinho perto de Quelimande, para uma nova zona de 14 hectares dedicada para ser a nova vila, como mostrado no plano abaixo.
A Resettlement Action Plan has been conceived (awaiting approval) after extensive public hearings and community involvement. The first phase, being implemented in the port area, requires relocating houses in the village of Supinho near Quelimane to a dedicated 14hectares new village site as shown in the plan below.

Este projeto é vital para as comunidades locais e para a economia

A nova vila será integrada na topografia natural da área, respeitando a vegetação e outras caracteristicas que impactam sistemas de drenagem locais. Este desenvolvimento consiste em 68 casas, cada uma com 800 sq/m (20m por 40m). Também haverá terrenos para a construção de uma escola primária, um centro de saúde, um pavilhão multi desportivo e um mercado. Estas instalações têm como funcionalidade servir a vila de Supinho inteira e não apenas os habitantes da área de relocação. A escola primária irá substituir a escola atual que será separada da vila pela linha do comboio.
one that will be separated from the village by the railway line.

PT
EN PT